Av. das Nações Unidas, 12.495, 15º andar - São Paulo - SP 11 5503-6588

Digitalização de Processos: o que é, como aplicar, vantagens e benefícios

Gostou? compartilhe!

Confira na íntegra nossas notícias:

Digitalização de Processos: o que é, como aplicar, vantagens e benefícios

 

As Organizações enfrentam constantemente o desafio de produzir mais, gastando menos. Para crescer, empresas procuram meios de melhorar seus processos de maneira que resulte em redução de custos e, no despertar de uma consciência, sobre o que cada processo representa dentro do negócio. 

Em uma conjuntura cada vez  mais ligada à transformação digital, muitos gestores se deparam com a necessidade de digitalizar os processos da empresa. Afinal, o uso de ferramentas eficazes pode contribuir positivamente e, por consequência, resultar no aumento da produtividade dos colaboradores.

 

No que consiste a digitalização?

 

Antes de tudo, é importante ressaltar que a digitalização de uma empresa começa pela forma de pensar — é preciso enxergar o negócio de uma maneira digital. Na prática, isso implica em uma visão voltada à simplificação, ou seja, descomplicar os processos e observar a experiência de quem consome seus produtos e atua internamente em sua empresa.

Com essa flexibilidade em mente, torna-se viável compreender o uso frequente dessas ferramentas dentro da empresa, seja por parte dos colaboradores, seja pelos clientes.

 

Quais são as etapas necessárias para implementar digitalização?

 

As pessoas precisam entender por qual motivo digitalizar é necessário, há a necessidade de pensar nas mudanças culturais envolvidas. Nesse sentido, ações coordenadas pelo RH podem ser muito úteis para alterar a percepção e a mentalidade dos colaboradores. Depois, é preciso olhar os seus produtos e/ou serviços e pensar em como a tecnologia pode ser usada para transformá-los a fim de ofertar algo que os clientes não têm.

Afinal, é fundamental atender aos anseios apresentados pelo consumidor. Ao mesmo tempo, é imprescindível se alinhar às novas transformações e lembrar de incluir os arquivos, documentos e procedimentos manuais nessa transição.

Em termos gerais, a etapa final da implementação consiste no uso intensivo da tecnologia para otimizar as suas operações, sejam elas quais forem, independentemente dos impactos causados nos resultados finais da empresa.

 

Quais são as vantagens de digitalizar a empresa?

 

Vivemos em uma era pautada por recursos tecnológicos. Por essa razão, as formas de planejar, produzir e fazer negócio estão cada vez mais atreladas a esse tipo de ferramenta — algo que não depende do porte da organização ou da área na qual cada pessoa atua.

Dessa forma, além de alcançar vantagens administrativas, operacionais e financeiras, digitalizar a empresa é o caminho indispensável para sobreviver no mercado e atingir as metas estabelecidas.

 

Aumenta a produtividade

 

A robotização e a inteligência artificial simplificam os processos e trazem ganhos mais do que significativos para a produtividade. Ao robotizar um processo de back office, por exemplo, é possível reduzir de 20 a 40% da mão de obra, dependendo do tipo de projeto.

 

Reduz os gastos e confere sustentabilidade

 

Dispensar quase que totalmente o uso de papel implica na redução de custos e também faz com que o negócio seja mais sustentável. Gradativamente, as informações vão deixar de nascer em meios analógicos para serem digitalizadas posteriormente.

 

Como digitalizar?

 

Nos últimos anos, a digitalização nas empresas ganhou muita força. É claro que ainda é algo novo, as empresas estão se planejando e considerando como possibilidade de investimento.

Aliás, apostar somente no investimento financeiro não basta. Também é necessário investir nas pessoas, no capital humano, para que as transformações de fato aconteçam e sejam capazes de originar benefícios palpáveis.

Outra maneira de obter sucesso com a digitalização é buscar ferramentas que tenham uma usabilidade amigável, ou seja, que não apresentam dificuldades associadas à utilização.

Tecnologias a serem consideradas para alcançar os objetivos estratégicos: Big data, inteligência artificial, computação em nuvem e ciber security.

Por exemplo, Big data é um termo que descreve o grande volume de dados, estruturados e não estruturados, que inunda uma empresa no dia-a-dia. Mas não é a quantidade de dados que é importante. É o que as organizações fazem com os dados que importa. O Big data pode ser analisado para obter informações que levam a melhores decisões táticas e estratégicas.

Embora o termo “big data” seja relativamente novo, o ato de coletar e armazenar grandes quantidades de informações para análise final já existe há muito tempo e se define principalmente por três principais fatores:

Volume:  as organizações coletam dados de várias fontes, incluindo transações comerciais, mídias sociais e informações de dados de sensores ou de máquina para máquina. No passado, armazená-lo seria um problema, mas hoje as novas tecnologias facilitaram o desafio.

Velocidade: os dados são transmitidos a uma velocidade sem precedentes e devem ser tratados em tempo hábil. Tags RFID, sensores e medição inteligente estão aumentando a necessidade de lidar com alta quantidade de dados em tempo quase real.

Variedade: os dados são fornecidos em todos os tipos de formatos, desde dados numéricos estruturados em bancos de dados tradicionais a documentos de texto não estruturados, email, vídeo, áudio, dados de cotações de ações e transações financeiras.

Exemplo de industrias usando Big data: varejo, bancos, indústrias, governo, escolas, planos de saúde, etc.  Diversos gestores e gestoras conhecem as dificuldades ligadas ao ato de digitalizar empresa, essa transformação vale a pena e pode fazer muito pelo crescimento organizacional.

A Upwards pode ajudar na implementação da estratégia de digitalização do seu negócio! Entre em contato conosco e conheça mais sobre esse assunto.

 



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Upwards Whatsapp Upwards